EMPILHAMENTO no projeto Raree Show4: O ESTÚDIO, no espaço Glory Hole da Galeria Jaqueline Martins / SP / Brasil

Programa e ficha técnica do dia 10 de julho: ERRAGEM (9´46) Audioretrato – MARION VELASCO com GIANCARLO LORENCI (RS) e CHICO MACHADO (RS). São Paulo/Porto Alegre, 2012-2013. Peça sonora produzida com samples de paisagem sonora captada na região da Av.Paulista com Av.Consolação, em 2007, música eletrônica e poesia sonora. Integrou a exposição WALKING, curada por Giorgio Ronna – Curadoria Selecionada na Temporada de Projetos 2013 do Paço das Artes / SP, de janeiro a março de 2013. * * * * * EM VOZ ALTA NA TRAVESSA DO FALA-SÓ (4´36) Performance Sônica – MARION VELASCO. Lisboa/Portugal, 2013. Ação (caminhada com voz) realizada na Travessa do Fala-Só, Bairro Alto, Lisboa, Portugal, na tarde de 22/07/2013, com paisagem sonora e poesia falada sem cortes. Durante o tempo em que a ação ocorreu, operei os equipamentos e falei só, descrevendo o que vi/ouvi num final de tarde à beira do Rio Tejo e outras observações da paisagem de Lisboa. Foram aplicados efeitos sonoros do software Nuendo5 nos trechos do discurso onde ocorreram correção de palavras, ajuste de entonação e pausas para respiração. O trabalho também é composto de dois autorretratos –que marcam o início e o final da ação e um código QR do mapa da rua com o trajeto realizado. Na íntegra, o trabalho participou da exposição ALTERAÇÃO, curada por Clóvis Martins Costa, no Espaço Cultural Feevale, em Novo Hamburgo/RS, de outubro a dezembro de 2013. * * * * * A PONTE (13´11) Performance Sônica – MARION VELASCO e ELAINE TEDESCO (RS). Berlin/Porto Alegre, 2014-2015. Ação a duas vozes (caminhada e conversas entre Marion e Elaine) realizada no entorno de um lago e de uma ponte, no Tiergarten Park, em Berlin / Alemanha, mais paisagem sonora do lugar e vozes gravadas em ateliê no Mitte, em julho de 2014. O trabalho, no formato audiovisual –com imagens sobrepostas da paisagem realizadas por Elaine Tedesco, foi apresentado na exposição DISTANZ de Elaine Tedesco, Klaus W. Eisenlohr (DE), Sandra Becker (DE) e Marion Velasco na Galeria do GoetheInstitut / Porto Alegre, de março a maio de 2015. Gravação dos sons, seleção e concepção de edição: Marion Velasco. Tratamento de som e montagem: Kevin Agnes / Pátio Vazio Produções Cinematográficas, Artísticas e Culturais (Porto Alegre/RS). * * * * * SELVA DE METAL (16´59) Peça Sonora – MARION VELASCO. São Paulo/Porto Alegre, 2012. Peça composta de ruídos encontrados / captados na manipulação mecânica de duas obras de arte: esculturas de metal réplicas - série Bichos de Lygia Clark e bolinhas de ping pong - série Ping Poem de Lenora de Barros, transformados em samples e tocados com controlador de som Lauchpad Ableton Novation. Esta colagem sônica foi misturada à ação com voz (poesia sonora) no programa MaisonM, apresentado no dia 11/11/2012, na Mobile Radio – radio arte web instalada na 30ª Bienal de São Paulo, São Paulo/Brasil. Produção do som e equipamentos: Vicente Rubino. * * * * * Série ZINABRE (tempos variados) Várias peças sonoras – MARION VELASCO com GIANCARLO LORENCI e CHICO MACHADO. Porto Alegre, 2013. Quatro peças sonoras e duas vinhetas com poesia falada/cantada e música eletrônica, inspirada no livro A Vida Secreta das Plantas de Peter Tompkins e Christopher Bird e no trabalho do artista Fernando Limberger. (trabalho inédito). * * * * * Série SHAPE is CLEAR (tempos variados) Performances Sônicas – MARION VELASCO com: LIANA PADILHA (RJ); ITAPA RODRIGUES / FELIPE GRIMM / DANIEL SASSO (RS); GRUPO de Performance ALBASTRU de Valencia (ES); SETH TSÉ / JORGE CID / JOSUÉ TELLO (Mexico). Porto Alegre / Valencia-ES, 2014-2015. Três performances realizadas em lugares específicos, como topos de prédios e lugares desativados, com poesia sonora, paisagem sonora e música. :Criação dos Ventos aconteceu no dia 02/01/14, num loft branco, desocupado, sem luz elétrica, sem tratamento acústico, localizado no centro antigo de Porto Alegre. A peça sonora é composta de música eletrônica, samples escolhidos e tocados, ao vivo, por Liana Padilha e ação a duas vozes (Marion e Liana). A peça sonora integra a Performance de Marion Velasco, de mesmo nome, gravada em video por Elaine Tedesco (imagens principais), Marion Velasco (imagens secundárias) e montado por Tula Agnostopoulos. Na íntegra, o trabalho integra o acervo do MACRS – Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul e foi apresentado na exposição DA MATÉRIA SENSÍVEL, curada por Bruna Fetter, na Galeria Sotero Cosme / MACRS na Casa de Cultura Mario Quintana, Porto Alegre / RS, de agosto a outubro de 2014. . :Instant Band. A performance aconteceu no dia 31/03/2014, com presença de convidados e público das imediações, no topo do prédio Tuiuty – centro histórico de Porto Alegre, com apoio do Estúdio e Galeria Mamute e do GBOEx. Além da paisagem sonora do lugar, de samples de ventos captados em Lisboa e Copenhagen, a ação, no formato pocket show, contou com voz e líricos de Marion Velasco, música de Itapa Rodrigues (guitarra), Felipe Grimm (baixo) e Daniel Sasso (bateria eletrônica). Obs: A primeira música é a instrução Painting for the Wind Song de Yoko Ono, musicada pelos integrantes da :Instant Band. A última música é I Want You, she´s so heavy, trecho/versão descompromissada da música dos Beatles (álbum Abbey Road, 1969). Na íntegra, este trabalho é composto por imagens capturadas e montadas pela PATIO VAZIO – produções cinematográficas, artísticas e culturais. . :Accions em el núvol. Arquivo sonoro bruto. Trecho de captura das performances realizadas no dia 11/06/2015, no topo de prédio no centro de Valencia / Espanha, com presença de convidados e streaming (via skype) com o CCSP - Centro Cultural São Paulo, SP / Brasil. Além da paisagem sonora de Valencia, ocorreram diversas ações com voz e poesia sonora com Marion Velasco, música eletrônica, samples de voz e controladores de som ao vivo com Seth Tsé, Jorge Cid e Josué Tello (Mexico), vozes e ruídos das ações do Grupo de Performance ALBASTRU:Mario Monsal, Lorena Izquierdo Aparicio, Maria Tamarit e Alba Gonz Alez (Valencia/Espanha). Obs: Na íntegra, o trabalho contará com imagens gravadas por diversas câmeras, das manipulações digitais e projeções que ocorreram nas paredes do prédio, das performances apresentadas em Valencia, de imagens panorâmicas da cidade de Valencia e da ação com voz de Bruno Mendonça, realizada em streaming na Sala de Debates do Piso Caio Graco, através do apoio do Centro Cultural São Paulo, São Paulo, Brasil, recebida e projetada em Valencia. Estes trabalhos, realizados a partir de 2012, se vinculam a minha pesquisa de doutorado em Poéticas Visuais, intitulada ERRAGEM – Performatividade, Voz e Outros Sons desenvolvida pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais do Instituto de Artes da UFRGS, sob a orientação do Prof.José Avancini (IA/UFRGS) e Prof. Mario Ramiro (ECA/USP), que reflete e põe em evidencia as manifestações sonoras no campo das Artes Visuais, através da criação de performances sônicas. Atualmente, desenvolvo parte do doutorado, com bolsa CAPES – Ministério da Educação do Brasil, no Departamento de Escultura e Laboratório de Criações Intermídia da Faculdade de Belas Artes da Universidade Politécnica de Valência, em Valência Espanha, sob a orientação do Prof. Miguel Molina Alarcón. Por conta do doutorado, alguns trabalhos tiveram seu processo de criação detalhado em artigos e apresentados em conferencias no Brasil e no exterior, como: Selva de Metal foi apresentado na Universidade de Lisboa (2013), com apoio financeiro do MINC-SefiC Brasil e PPGAV – IA-UFRGS; no Encontro de Música e Arte Sonora na Faculdade de Artes e Design da UFJF - Universidade de Juiz de Fora/MG (2013) e em artigo vinculado ao Colloque Bruits/Colóquio Ruídos (Paris, 2014), que encontra-se em processo de publicação na L´AUTRE MUSIC, revista editada por Célio Paillard, professor do Programa de Arte Sonora do Institut Acté-Sorbonne/Paris1 (2015). Shape is Clear :Criação dos Ventos foi apresentado em mostra audiovisual, junto à programação da 19º Congresso de Leitura do Brasil (COLE), na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em Campinas/SP – Brasil (2014). Em voz Alta na Travessa do Fala-Só foi apresentado em Congresso na ITÜ – Universidade Técnica de Istanbul – Faculdade de Arquitetura (2014) e integrou o Seminário Iberoamericano sobre o Processo de Criação nas Artes, do Programa de Pós-graduação em Artes da UFES, em parceria com a Universidade de Buenos Aires, Universidad de Granada e Universidade de Lisboa (2014).